quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

New York Cosmos


New York Cosmos
(Estados Unidos)

             A ideia da criação do New York Cosmos partiu dos irmãos Nesuhi Ertegün e Ahmet Ertegün, ambos nascidos em Istambul, Turquia. Os irmãos Ertegün foram os fundadores da Atlantic Records e depois que a gravadora foi comprada pela Warner Communications, atual Time Warner, sugeriram a Steve Ross, presidente da companhia, a criação de um clube de futebol por acreditarem na viabilidade econômica da North American Soccer League (NASL). O Cosmos se uniu à NASL em 10 de dezembro de 1970.
             O clube encerrou suas atividades em 15 de setembro de 1984, quando realizou sua última partida. Em seus quatorze anos de existência, o Cosmos disputou 359 partidas na NASL, vencendo 221, empatando 18 e perdendo 120 partidas, marcando 844 gols e sofrendo 569.
          Em agosto de 2009, o ex-diretor da equipe inglesa Tottenham Hotspur, o britânico  Paul Kemsley, comprou a equipe de Pinton por uma valor não divulgado e pretende fazer o Cosmos voltar à ativa.
       Em setembro de 2010, Pelé, principal jogador da história do clube nos anos 70, anunciou o retorno da equipe, porém apenas com as divisões de base. A equipe ainda planeja retornar a Major League Soccer, campeonato nacional dos Estados Unidos. O objetivo dos novos donos é em breve conseguir uma franquia para entrar na MLS.
          O Cosmos anunciou oficialmente sua volta às competições oficiais em 2013, na nova liga NASL. Sobre se juntar à MLS, a principal liga de futebol estadunidense, segundo o site esportivo brasileiro Trivela, "Para se tornar a franquia nova-iorquina, no entanto, o clube terá que pagar uma taxa à liga. Além disso, também deverá construir um estádio, com a opção de usar um campo temporário por até três anos".

FONTE: Wikipédia 14/01/2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário